Descubra a beleza da rota de vinhos da África do Sul

A África do Sul é um destino famoso no mundo inteiro por sua paisagens deslumbrantes, safáris e confluência de culturas. Mas pouca gente sabe que o país conta com um rico enoturismo, atraindo muitos visitantes ao extremo sul do continente.

A produção de vinhos no país tem mais de 300 anos e data da chegada dos primeiros colonizadores holandeses. O clima sul africano favoreceu o surgimento de regiões de vitivinicultura, cada uma com suas próprias rotas de vinho estruturadas.

O país está entre os 10 maiores produtores da bebida do mundo! Estima-se que abrigue cerca de 340 vinícolas pelas regiões de Coast, Olifants River, Boberg, Breede River Valley e Klein Karoo.

Cape Town

Cape Town ou Cidade do Cabo é o ponto de partida para as principais vinícolas do país. São cultivados mais de 100 mil hectares de vinhedos, com grande variedade de castas de uvas, como Chenin Blanc, Colombard, Chardonnay, Sauvignon Blanc, Riesling e Semillon, essas para a produção de vinho branco, e Cabernet Sauvignon, Pinotage, Merlot, Shiraz e Pinot Noir, esses tinto.

Como as vinícolas não ficam muito distantes da Cidade do Cabo, é possível fazer viagem bate e volta. Como há muitos lugares para visitar e vinhos para provar, é aconselhado separar mais que um dia para a rota.

Stellenbosch

Para começar nossa viagem, vamos desembarcar em Stellenbosch, a segunda colônia europeia mais antiga da África do Sul. Lá está localizada a primeira adega subterrânea construída no hemisfério sul.

Localizada a 30 minutos de carro de Cape Town, a cidade universitária de Stellenbosch é famosa por sua arquitetura holandesa, tendo sido um importante centro de produção de vinho por mais de 300 anos. A região é conhecida pelos seus tintos como Cabernet Sauvignon, Merlot, Pinotage e Shiraz. Porém, há vinhedos que produzem vinhos brancos de alta qualidade. A cidade conta com mais de 200 vinícolas com boas alternativas de degustação de vinhos reservas, restaurantes com culinária local e vistas deslumbrantes da região.

Paarl

A cidade de Paarl fica a 60 Km de Cape Town e é sede de vinícolas e adegas importantes, como as vinícola Nederburg e as adegas de KWV, que encabeçam a exportação de vinhos e brandies de qualidade em mercados internacionais.  O nome Paarl vem de pérola, sendo a designação da Montanha Pérola, uma rocha de granito que se sobrepõe à paisagem, tornando-se brilhante à luz do sol, principalmente em dias de chuva.

A região de Paarl concentra inúmeros produtores, a maior parte deles descendentes de antigos implantadores de vinhedos na região, possuindo mais de 300 anos de cultivo. A rota oferece locais belíssimos para degustação de bons vinhos acompanhados por queijos e chocolates.

E há muito mais para se ver e outras rotas para seguir, não faltam opções! A Região Litoral consiste nos distritos de Paarl, Stellenbosch, Swartland, Tulbagh, Tygerberg e Cape Point. Muitos bairros importantes, tais como Constantia, Durbanville, Franschoek e Simonsberg, ficam dentro desta área.  A Rota 62, que margeia o Vale do Rio Breede e o Klein Karoo, atravessa cidades produtoras de fruta e vinho de Barrydale, Montagu, Ashton, Bonnievale, Tulbach, Paarl e Wellington, tornando-a a rota de vinho mais longa do mundo.

 

Pronto para embarcar nessa viagem de cores, aromas e sabores? Fale com um dos consultores da Conextravel e viva essa experiência!

Deixe seu comentário